Menu

Carros elétricos

Veículos híbridos plug-in

Veículos híbridos plug-in

No horizonte da indústria automóvel, os carros híbridos e plug-in brilham com uma promessa de eficiência e sustentabilidade. Estes veículos eléctricos representam uma convergência de tecnologias, fundindo a potência tradicional do motor de combustão interna com a inovação da propulsão eléctrica.

Neste artigo abordaremos o funcionamento, benefícios e tendências dos carros híbridos e plug-in com uma tabela comparativa com alguns modelos de destaque presentes no mercado.

O que são carros híbridos e plug-in?

Os carros híbridos combinam dois sistemas de propulsão: um motor de combustão interna convencional e um ou mais motores elétricos. Esses veículos podem operar utilizando apenas o motor a gasolina, apenas o motor elétrico ou uma combinação de ambos, o que otimiza o consumo de combustível e reduz a emissão de gases poluentes.

Por outro lado, os carros plug-in, também conhecidos como PHEV (veículos elétricos híbridos plug-in), são uma evolução dos híbridos convencionais. Esses veículos possuem baterias maiores que podem ser recarregadas conectando-as a uma fonte externa de eletricidade. Isto permite-lhes percorrer distâncias mais longas em modo totalmente elétrico, reduzindo ainda mais a sua dependência de combustíveis fósseis.

Operação técnica

A operação de um carro híbrido é baseada em um complexo sistema de gerenciamento de energia que utiliza tanto o motor de combustão interna quanto o motor elétrico para impulsionar o veículo. Quando o motorista acelera suavemente, o motor elétrico é o principal responsável por fornecer a potência necessária. No entanto, durante acelerações fortes ou em velocidades mais altas, o motor de combustão interna entra em ação para fornecer potência adicional.

O motor de combustão pode ser usado para carregar a bateria elétrica durante a condução, fornecer energia adicional quando necessário ou trabalhar em conjunto com o motor elétrico para maximizar a eficiência de combustível.

Por outro lado, os carros plug-in oferecem a possibilidade de recarregar as baterias através de uma tomada externa. Isto permite que o veículo opere em modo totalmente elétrico durante uma determinada autonomia de quilómetros, resultando em emissões zero e numa condução silenciosa.

Quando a carga da bateria se esgota, o veículo muda automaticamente para o modo híbrido, usando o motor a gasolina como fonte de energia primária.

Motor elétrico

Os veículos híbridos e plug-in utilizam motores elétricos de corrente alternada síncronos ou assíncronos.

Os motores síncronos se destacam pela alta eficiência e capacidade de gerar alto torque desde a partida, enquanto os motores assíncronos são conhecidos pela simplicidade construtiva e baixo custo. A localização destes motores pode variar, sendo comumente colocados nas rodas, no eixo traseiro ou próximo ao motor de combustão interna na transmissão.

Além disso, alguns veículos podem incorporar mais de um motor elétrico para melhorar a tração ou a eficiência. Esses motores são controlados por sistemas de gerenciamento de energia que regulam a quantidade de energia extraída da bateria e do motor de combustão.

Motor de combustão interna

O motor de combustão de um veículo híbrido plug-in (PHEV) é semelhante ao de um carro convencional em muitos aspectos, mas está integrado num sistema de propulsão mais complexo que inclui componentes eléctricos adicionais. Normalmente, esses motores são motores do ciclo Otto de quatro tempos, que operam pela ignição de uma mistura ar-combustível em uma câmara de combustão.

Este motor de combustão interna pode ser a gasolina ou diesel e foi projetado para operar com eficiência em diversas condições de direção. Muitas vezes é menor do que o motor de um carro convencional, pois foi projetado para funcionar em conjunto com o motor elétrico para fornecer propulsão.

Vantagens e benefícios de híbridos e plug-ins

  • Eficiência energética: Ao combinar o motor de combustão interna com a propulsão elétrica, os carros híbridos e plug-in conseguem uma maior eficiência no consumo de combustível, o que se traduz em menores custos operacionais e numa menor pegada de carbono.
  • Redução de emissões: A capacidade de operar em modo elétrico reduz significativamente as emissões de gases poluentes, contribuindo assim para a melhoria da qualidade do ar e para a mitigação das alterações climáticas.
  • Redução da dependência de combustíveis fósseis: Ao oferecer a opção de funcionar com eletricidade, os veículos plug-in reduzem a dependência de combustíveis fósseis, proporcionando uma alternativa mais sustentável e compatível com a transição para uma economia de baixo carbono.
  • Experiência de condução melhorada: Combinar a potência do motor elétrico com a suavidade da propulsão elétrica oferece uma experiência de condução mais silenciosa e suave, bem como uma maior resposta de aceleração.
  • Incentivos e subsídios: Em muitos países, os proprietários de automóveis híbridos e plug-in podem beneficiar de incentivos fiscais, descontos nas portagens e estacionamento gratuito, tornando a compra e utilização destes veículos ainda mais atractiva.

Comparação entre veículos híbridos plug-in e não plug-in

Abaixo oferecemos uma comparação entre veículos híbridos plug-in (PHEV) e veículos híbridos não plug-in (HEV) em vários aspectos principais:

Eficiência

Os PHEVs são normalmente mais eficientes que os HEVs devido à sua capacidade de funcionar com eletricidade por determinadas distâncias. Isto permite-lhes reduzir o consumo de combustível e as emissões em comparação com os HEV em viagens curtas.

Em contraste, os híbridos plug-in (HEVs) são menos eficientes do que os PHEVs devido à sua incapacidade de funcionar exclusivamente com eletricidade. No entanto, ainda são mais eficientes que os veículos convencionais, utilizando tecnologias como a regeneração de energia durante a travagem para melhorar a eficiência do combustível.

Emissões

Os PHEV tendem a produzir menos emissões do que os HEV, especialmente quando conduzidos em modo elétrico. No entanto, se a bateria estiver descarregada e o veículo funcionar apenas com motor de combustão, as emissões poderão ser semelhantes às de um HEV.

Os híbridos não plug-in emitem menos gases poluentes que os veículos convencionais, mas mais que os PHEV, especialmente em situações de trânsito intenso onde o motor de combustão interna é mais ativo.

Autonomia elétrica

Os híbridos plug-in (PHEV) oferecem uma autonomia elétrica limitada que varia dependendo do modelo e da capacidade da bateria. Eles normalmente podem percorrer distâncias curtas em modo elétrico, que podem variar de alguns quilômetros a mais de 50 quilômetros, dependendo do modelo.

Pelo contrário, os híbridos não plug-in (HEV) não têm autonomia elétrica, uma vez que não podem ser conectados para recarregar as baterias. Dependem unicamente da energia gerada pelo motor de combustão interna e da regeneração de energia durante a travagem.

Custos de combustível

Os híbridos plug-in (PHEVs) normalmente têm custos de combustível mais baixos do que os HEVs, especialmente se forem frequentemente usados ​​em modo elétrico. Porém, se a bateria acabar e o veículo funcionar apenas com motor de combustão, os custos podem ser semelhantes aos de um HEV.

Os híbridos não plug-in normalmente têm custos de combustível mais elevados do que os PHEV, uma vez que não podem ser recarregados a partir de uma fonte externa e dependem exclusivamente do motor de combustão interna.

Custos de manutenção

Os custos de manutenção dos híbridos plug-in (PHEV) podem ser ligeiramente superiores aos dos automóveis híbridos não plug-in devido à complexidade adicional dos sistemas de propulsão elétrica e à necessidade de manter a bateria em condições ideais.

Em contraste, os custos de manutenção dos híbridos não plug-in (HEV) são normalmente ligeiramente inferiores aos dos PHEV, uma vez que não têm a complexidade adicional de um sistema de propulsão elétrica recarregável.

Comparação entre modelos híbridos e plug-in

Abaixo apresentamos uma tabela comparativa de diferentes modelos híbridos plug-in com seus preços indicativos e principais características.

Modelo

Marca

Preço indicativo (USD)

Preço indicativo (EUR)

Velocidade de carregamento (kW)

Autonomía eléctrica (km)

Toyota PriusPrime

Toyota

US$ 28.000 - US$ 34.000

25.000€ - 30.000€

3.3

40

Chevrolet Volt

Chevrolet

US$ 33.000 - US$ 38.000

29.000€ - 34.000€

3.6

85

Plug-in Honda Clarity

Honda

US$ 33.000 - US$ 38.000

29.000€ - 34.000€

6.6

89

Plug-in Hyundai Ioniq

Hyundai

US$ 26.000 - US$ 31.000

23.000€ - 28.000€

3.3

47

Mitsubishi Outlander PHEV

Mitsubishi

US$ 36.000 - US$ 42.000

32.000€ - 37.000€

3.6

35

BMW 530e

BMW

US$ 54.000 - US$ 60.000

48.000€ - 53.000€

3.7

29

Audi A3 e-Tron

Audi

US$ 39.000 - US$ 44.000

34.000€ - 39.000€

3.6

26

Volvo XC60 T8

Volvo

US$ 53.000 - US$ 59.000

47.000€ - 52.000€

3.7

27

MG HS Plug-In Híbrido

MG

US$ 30.000 - US$ 35.000

27.000€ - 31.000€

3.7

52

BYD Qin Plus

MUNDO

US$ 30.000 - US$ 35.000

27.000€ - 31.000€

6.6

70

KIA Niro Plug-In Híbrido

KIA

US$ 29.000 - US$ 34.000

26.000€ - 30.000€

3.3

58

Peugeot 3008 Híbrido

Peugeot

US$ 35.000 - US$ 40.000

31.000€ - 36.000€

3.7

59

Citroën C5 Aircross Híbrido

Citroën

US$ 33.000 - US$ 38.000

29.000€ - 34.000€

3.7

55

Volkswagen Passat GTE

Volkswagen

US$ 38.000 - US$ 43.000

34.000€ - 39.000€

3.6

56

Autor:
Data de publicació: 11 de abril de 2024
Última revisió: 11 de abril de 2024