Menu

Motor eléctrico

Os fios de cobre
eletricidade

Cabos elétricos
Eletricidade

Eletricidade

Eletricidade

Em física, eletricidade é um termo genérico que engloba todo um conjunto de fenômenos que são a manifestação da presença de um movimento de cargas elétricas. Podemos aplicar o termo eletricidade a fenômenos conhecidos como raios ou eletricidade estática, mas também a outros, como o campo eletromagnético ou a indução eletromagnética. A palavra também serve para designar o ramo da física que estuda fenômenos elétricos e suas aplicações.

Nas seções a seguir, estudaremos a eletricidade do ponto de vista físico, a fim de entender melhor como funciona um motor elétrico. A aparência do motor elétrico foi uma alternativa importante ao motor térmico. A eletricidade foi o gatilho da segunda revolução industrial.

No entanto, não foi bem neste século que o motor elétrico começou a ter uma importância relevante na indústria automotiva com o surgimento de carros híbridos e elétricos.

Termos relacionados à eletricidade

Na linguagem geral, podemos usar o termo eletricidade para designar um certo número de fenômenos, mas é ambíguo demais para ser usado em diferentes campos científicos e é substituído por uma série de conceitos mais precisos:

  • A corrente elétrica. Entendemos por corrente elétrica o movimento ou fluxo de partículas eletricamente carregadas (elétron).
  • Carga elétrica: propriedade de algumas partículas subatômicas que determinam suas interações eletromagnéticas. A matéria eletricamente carregada é afetada pelos campos eletromagnéticos e produz. As partículas subatômicas carregadas são basicamente o elétron e o próton.
  • Campo elétrico: efeito produzido por uma carga elétrica em outras pessoas próximas.
  • Potencial elétrico: a capacidade de um campo elétrico de produzir um emprego.
  • Eletromagnetismo: interação fundamental entre campos eletromagnéticos e cargas elétricas e seus movimentos. A eletricidade está intimamente relacionada ao magnetismo e, portanto, está incluída no campo do eletromagnetismo, que estuda os fenômenos elétricos e magnéticos juntos.

Carga elétrica

A carga elétrica é uma daquelas entidades que podem ser medidas e usadas, mas não podem ser definidas em termos facilmente compreensíveis, pois, como espaço, tempo e massa, não é fácil fornecer uma definição exaustiva. Talvez a melhor maneira de defini-lo seja observar seus efeitos. Um objeto equipado com uma carga elétrica exerce uma força à distância sobre outro objeto que possui uma carga elétrica. Ao contrário da gravidade, que faz com que um objeto atraia outro, objetos carregados eletricamente podem atrair e repelir um ao outro. Além disso, a gravidade está diretamente relacionada à massa dos objetos em questão, enquanto a carga elétrica e a massa não estão relacionadas quando os objetos estão imóveis.

As experiências mostram que existem dois tipos diferentes de carga elétrica. O primeiro deles é chamado carga positiva e está associado aos núcleos de átomos de todas as espécies químicas. A segunda é a carga negativa e é típica de todos os elétrons que circundam o núcleo do átomo. Em geral, a carga positiva do núcleo é exatamente igual à soma das cargas negativas dos elétrons que o cercam.

A direção das forças, que atuam entre objetos que possuem carga elétrica, depende do tipo de carga desses objetos. Por exemplo, se dois objetos têm o mesmo tipo de carga, ambos são positivos ou negativos, os objetos se repelem. Quando os dois objetos têm carga oposta, eles se atraem. Essa força de atração elétrica, entre os núcleos positivos e os elétrons negativos, une o último ao núcleo.

A quantidade total de cargas elétricas permanece praticamente constante no mundo. Como os dois tipos de carga têm efeitos opostos, o resultado normal geral é a neutralidade elétrica ou a aparente falta de carga. Portanto, para observar os efeitos do carregamento em quantidades razoavelmente grandes de matéria, será necessário alterar o equilíbrio normal e produzir um excesso de carga no objeto da maneira desejada.

História da eletricidade

A eletricidade foi estudada desde a antiguidade, mas não começou a ser compreendida até os séculos XVII e XVIII. Foi no final do século 19 que a engenharia elétrica conseguiu o uso da eletricidade em aplicações industriais e residenciais.

Nikola Tesla e Thomas Edison tiveram um papel de liderança na expansão e desenvolvimento do uso da eletricidade; seu trabalho permitiu o advento da segunda revolução industrial. Atualmente, a energia elétrica é onipresente no cotidiano dos países desenvolvidos: de diferentes fontes de energia (energia hidráulica, energia térmica, energia nuclear), a eletricidade produzida é utilizada em residências e na indústria.

valoración: 3 - votos 1

Referências

  • www.peigenesis.com Custom connector & cable solutions for harsh environments. hop electronic components to find your custom connector solutions. Built-to-order engineered solutions.
  • eaton.com Diversified power management company and global technology leader in electrical systems for power quality, distribution and control; hydraulics components, systems and services for industrial and mobile equipment; aerospace fuel, hydraulics and pneumatic systems for commercial and military use; and truck and automotive drivetrain and powertrain systems for performance, fuel economy and safety.

Última revisão: 25 de julho de 2018